Mesmo com a ideia de gestão aberta e escritório integrado, as empresas ainda precisam de locais específicos para atividades sigilosas, reuniões, trabalhos que requerem mais concentração e silêncio, áreas de leitura e afins. Por isso, grande parte das salas corporativas construídas atualmente são entregues sem salas divididas ou demarcações de espaço.

Elas seguem o conceito “open space”, que permite às empresas organizar o ambiente conforme suas necessidades e preferências. Assim, para desenhar o layout do escritório e organizar os postos de trabalho, usa-se a divisória piso-teto ou o modelo meia parede.

A escolha dessas divisórias abrange muitos critérios, como materiais, estrutura e paginação — que é o desenho da divisória, o seu layout, considerando a combinação dos materiais e como ela será montada.

Ao optar por uma divisória piso-teto, a escolha da paginação é ainda mais importante, já que ela será instalada em toda a altura da parede. Na prática, ela faz as vezes de uma parede, no sentido de delimitar uma área.

Diante disso, para ajudar você a escolher a melhor opção, trouxemos aqui os 5 modelos de paginação de divisória piso-teto mais usadas em escritórios. Continue lendo e confira!

Vantagens da divisória piso-teto

Graças à sua funcionalidade, e ao toque de elegância, a divisória piso-teto se adapta muito bem à estrutura de um escritório e apresenta um ótimo custo-benefício no ambiente empresarial. Dentre as suas vantagens, destacamos:

Custo relativamente baixo

Além de ela substituir estruturas mais pesadas e caras, como paredes mesmo, o custo de instalação dessa divisória e o seu gasto com mão de obra é expressivamente mais baixo do que realizar uma obra ou reforma.

Flexibilidade de instalação

A instalação da divisória piso-teto é mais simples do que parece, e não faz aquela bagunça toda de obra. Ademais, ela pode ser retirada e recolocada em outro lugar, sem danos na estrutura ou no ambiente.

Qualidade acústica

Ela ainda tem a capacidade de promover um ótimo isolamento acústico. Assim, os trabalhadores que precisam de silêncio ou mais conforto sonoro têm aí uma excelente e eficaz alternativa.

Estímulo à produtividade

Como as divisórias permitem criar pequenos espaços dentro do todo, as equipes podem ser organizadas conforme a natureza de sua atividade, sem por isso perder a integração com o time.

Assim, ao passo que o ambiente é confortável para a execução do trabalho, pode se ter certeza de que a produtividade crescerá a olhos vistos.

Materiais mais usados para a construção desse tipo de divisória

Um dos itens que mais influencia a variedade de paginação de uma divisória piso-teto é o material com o qual ela foi construída. Por isso, vejamos agora os materiais mais adequados (e mais usados na indústria) para as divisórias piso-teto:

Madeira (MDP e MDF)

As estruturas em madeira são elegantes, clássicas e permitem uma grande variedade de combinações, paginações e personalização. Além disso, elas apresentam boa resistência e durabilidade, e sua instalação é bem simples, bem como sua limpeza.

Drywall

Trata-se de uma combinação de gesso e aço galvanizado. Também é simples de se instalar e oferece grande flexibilidade de personalização e acabamentos.

Vidro

Nos escritórios contemporâneos, o vidro é um curinga. Traz aquele ar de sofisticação, trabalha conceitos de transparência nas relações e ainda faz um bom uso da luz natural.

E se engana quem pensa que o vidro é frágil! Divisórias piso-teto feitas com essa base têm excelente resistência contra impactos mecânicos, além de ótimos resultados no que diz respeito à qualidade acústica.

PVC

Esteticamente, o PVC não é o mais bonito, mas é bastante usado por sua facilidade de personalização.

Sua instalação e limpeza também o tornam uma das opções mais comuns em muitos escritórios. Sem contar que ele permite variadas combinações, não gera muitos resíduos em seu processo de instalação e vai bem em vários layouts corporativos.

Melhores tipos de paginação para uma divisória piso-teto

Os materiais apresentados até aqui são os melhores para se aplicar formatos criativos e diversificados de paginação. Agora, veremos cada opção de parede, para facilitar o entendimento:

1. Parede de vidro total

Paginado em vidro duplo (para mais resistência), esse modelo é composto quase totalmente em vidro, do teto ao chão. Suas estruturas de sustentação, normalmente, são metálicas e leves, com acabamentos sofisticados e pinturas antioxidantes.

A parede de vidro é ideal para escritórios pequenos e corredores, uma vez que permite mais iluminação e dá a sensação de ampliação do ambiente.

2. Parede de MDF total

Essa é uma estrutura composta integralmente por madeira, sem abertura de “janelas” ou blocos de vidro. Traz um ar sério, clássico, e gera credibilidade, combinando perfeitamente com ambientes tradicionais.

Pode ser instalada com a técnica chamada “divisória cega”, pois os fechamentos e estruturas que unem uma placa à outra são internas — logo, tem-se a sensação de ser uma única placa de madeira.

3. Parede de MDF e vidro

Os dois materiais formam o casamento perfeito, tanto em termos de beleza e elegância quanto em estrutura e variedade de layouts possíveis.

Os mais comuns são as bases de madeira e o interior de vidro, contudo, essas montagens podem variar. Em ambientes com mais necessidade de privacidade, você pode optar por vidro na parte alta, próximo ao teto, e o restante da parede em madeira, por exemplo.

4. Parede em nichos de vidro

Essa paginação é formada pelo encaixe de blocos de vidro que, quando prontos, parecem um mosaico.

Eles dão um tom mais descontraído ao local, mas não os recomendamos em excesso, pois podem ficar visualmente cansativos. Os vidros usados podem ser transparentes ou jateados, se for necessário.

5. Parede em painéis de melamínicos

Os melamínicos são os blocos de madeira laminados. Assim como os nichos de vidro, eles oferecem a possibilidade de diversas combinações.

Atualmente, encontramos no mercado uma vasta gama de opções, o que permite mais criatividade e personalidade na hora de montar sua divisória. Suas propriedades são as mesmas das madeiras, mas seu custo-benefício é bem interessante.

Enfim, a qualidade do ambiente de trabalho é fundamental para o engajamento dos colaboradores e para o crescimento dos negócios. Logo, com essa proposta de divisórias flexíveis — que delimitam uma área, mas sem restringi-la e isolá-la — você consegue levar privacidade e integração para o dia a dia da sua empresa.

E, de acordo com as opções de paginação que apresentamos, a divisória piso-teto pode tomar a forma que for mais adequada para o seu ambiente e para a natureza do seu negócio.

E aí, gostou deste post? Então, conheça nossas opções e conte com a expertise da nossa equipe para escolher agora mesmo um modelo de divisória piso-teto!