Escritórios, espaços públicos e áreas operacionais (data centers, salas de servidores de internet) se beneficiam muito dos tipos de piso elevado. E porque ele é tão vantajoso de ser usado em projetos? Flexibilidade e mobilidade são as principais características do piso elevado.

Esse tipo de tipo cria um vão entre o chão e o piso, permitindo a criação de um espaço que é muito útil para esconder todo tipo de fiação, dutos de ar condicionado, cabeamento de rede de internet, entre outros elementos.

De acordo com o tipo de piso elevado escolhido, haverão características estéticas, técnicas e funcionais para levar em consideração no momento de fazer a escolha.

Por isso, conhecer os tipos de piso elevado é fundamental para analisar qual será a melhor solução para o projeto que você está trabalhando. Continue lendo e conheça cada um!

6 tipos de piso elevado que você deve conhecer

estrutura-tipo-piso-elevado

Dos mais tradicionais aos materiais mais recentes utilizados no mercado de pisos e revestimentos, os tipos de piso elevado tem um bom catálogo de opções.

Na etapa de planejamento de obra é importante analisar cuidadosamente os critérios para escolher o mais adequado.

A seguir vamos falar dos principais tipos de piso elevado que você vai encontrar no mercado:

1 – Piso elevado de concreto

piso-elevado-concreto-celular

Este tipo de piso elevado é fabricado com um material leve preenchido com concreto celular  e riscos em PVC. Não permite grande elevação — geralmente 15 cm — em relação ao chão e também não pode ser reutilizado.

Mas ainda assim é um dos tipos de piso elevado mais populares do mercado, presente em diversas obras.

Apesar dessas desvantagens iniciais, proporciona um bom acabamento e mesmo com o vão pequeno entre o chão e o piso, permite que sejam bem aproveitado. Especialmente, em ambiente onde a fiação não é tão complexa e volumosa.

2 – Piso elevado mineral

Esse tipo de piso elevado é produzido com gesso e fibras de celulose de materiais reciclados. A instalação é feita a seco, sem a necessidade de aguardar a secagem das placas.

3 – Piso elevado em aço

Este é o tipo de piso elevado ideal para projetos em que o cabeamento que vai passar pelo vão é volumoso e mais complexo. A altura entre o chão e o piso pode chegar a até 90 cm.

O piso elevado em aço também é o que oferece regulagem e manutenção mais fáceis e as placas podem ser retiradas e reaproveitadas em outros projetos e passarem por manutenções de acordo com a mudança do ambiente

4 – Piso elevado monolítico

O tipo de piso elevado monolítico é criado no próprio local com moldes de PVC e enchido com massa mineral. 

Permite a criação de um vão que acomoda toda fiação de ar condicionado, de rede e de linhas telefônica. 

5 – Piso elevado termoplástico

O tipo de piso elevado termoplástico é leve e maleável (o que facilita o recorte das placas). 

Para aproveitar todo o potencial dos termoplásticos, é preciso fazer um nivelamento preciso do contrapiso e fixar os pedestais com cuidado.

O tamanho do vão pode ser construído desde os padrões mais baixos até os mais altos para acomodar um volume de fios e tubos maior.

O piso elevado termoplástico também pode ser removido e reaproveitado ou modificado para outros projetos.

6 – Piso elevado em ardósia

piso-elevado-ardosia

Para um acabamento diferente, o piso elevado em ardósia é um dos tipos de piso elevado que pode ser utilizado.

As placas feitas com este tipo de rocha são sustentadas por pilares em PVC. A durabilidade é considerada alta e o preço também é menor comparado às outras opções.

É recomendado para área externas já que possui mais resistência e pode resistir por mais tempo mesmo com as influências climáticas.

Como escolher o tipo de piso elevado ideal

Durante o gerenciamento de obra é importante considerar o que o tipo de piso elevado vai acomodar no vão. Isso será determinante para definir a escolha, pois cada um tem oferece possibilidades diferentes. Então avalie esse critério com atenção.

Outro fator bastante importante em relação ao piso elevado é o tipo de carga que o mesmo deverá suportar. A estrutura do tipo de piso elevado escolhido deve suportar corretamente esse peso, para que não haja danos. 

Por isso, as dimensões das placas devem ser escolhidas de acordo e os cálculos dos engenheiros de obra devem indicar qual a resistência o material deve fornecer. 

É importante avaliar também o tipo de acabamento e o revestimento que será escolhido e se os tipos de piso elevado que você está considerando são permitidos para ele ou não.

E como frisamos bastante os quesitos mobilidade, reaproveitamento e flexibilidade em cada um dos tipos de piso elevados, avaliar se o mesmo é removível 100% ou não pode ajudar no processo de escolha.

Dos tipos de piso elevado para o tipo de mobiliário

Conhecendo as características de cada um dos tipos de piso elevado fica mais fácil escolher aquele que se encaixa melhor no seu projeto corporativo.

Depois de concluir essa etapa, a escolha do mobiliário que vai compor todo o projeto é uma escolha que deve ser bastante criteriosa.

Mas aí bate aquela dúvida, qual o melhor fornecedor de móveis para esse projeto? 

É preciso pensar se a qualidade irá atender seu cliente, se terá a ergonomia adequada e até mesmo se vão entregar e montar no prazo!  

Nós sabemos da importância e responsabilidade que você tem com seu cliente! 

Com o diferencial de oferecermos uma solução completa em assentos, mobiliário e divisórias piso-teto, estamos prontos para atender a demanda do seu cliente de forma diferenciada!

Solicite seu Orçamento Agora! ← 

E conte com a qualidade e tradição de uma empresa que está a mais de 35 anos no mercado e possui mais de 30 lojas pelo Brasil e América do Sul!