Os projetos de arquitetura corporativa são trabalhos que necessitam de um planejamento aprofundado e detalhado sobre os valores de uma empresa.

Não se trata apenas de elaborar a planta de um ambiente empresarial. Precisa-se de todo um estudo por trás para que o espaço reflita a cultura organizacional.

O perfil de trabalho está mudando, e grandes corporações vêm investindo em ambientes informais, horários flexíveis e apostando na produtividade como chave para o seu desenvolvimento. 

Dessa forma, é necessário que as sedes e escritórios se adaptem às novas rotinas.

O ambiente de trabalho influencia não só na produtividade, mas também no relacionamento entre a equipe. 

Contudo, você conhece a importância dos projetos de arquitetura corporativa? Continue com a gente e descubra nos tópicos a seguir.

Boa leitura!

O que é arquitetura corporativa?

case marelli belém escritório ca comunicação

A grosso modo, arquitetura corporativa é um ramo focado no desenvolvimento de projetos arquitetônicos para empresas.

Mas, como já dissemos, vai muito além de puramente uma planta do espaço físico.

Existem diversas etapas primordiais para que o ambiente projetado atenda às necessidades da instituição.

Antes de passar para os rascunhos, é fundamental fazer uma grande pesquisa sobre o posicionamento e as visões da empresa. Dessa forma, você será capaz de refletir a essência do negócio no ambiente de trabalho.

Além disso, há vários outros fatores a se considerar, como ergonomia organizacional, boa iluminação, decoração adequada e disposição dos móveis.

A união destes elementos resultará em um espaço aconchegante, confortável e acolhedor. Ou seja, terá condições exemplares para que os colaboradores tenham um ganho de produtividade e criatividade.

Dicas para associar estética e funcionalidade em projetos de arquitetura corporativa

Agora que você já sabe o que é a arquitetura corporativa, acompanhe nossas 7 dicas para associar estética e funcionalidade em seus projetos:

  • Avalie a realidade da empresa
  • Saiba quais são as necessidades dos funcionários
  • Priorize a ergonomia
  • Use móveis modernos
  • Utilize uma boa iluminação
  • Invista no conceito aberto
  • Coloque plantas, adornos e enfeites

 

1. Avalie a realidade da empresa

equipe em reunião

Dependendo da área de atuação, a empresa pode apresentar necessidades específicas e atender a legislações diferenciadas. 

Um escritório de advocacia apresenta demandas bem distintas de um consultório médico, por exemplo. Por isso, é necessário conhecer a rotina e as utilidades da corporação em questão.

O projeto deve considerar e atender a setorização exigida: quantas e quais áreas são essenciais ao funcionamento e fluxo de atendimento da empresa. 

Então, avalie a necessidade de salas de apoio, de reunião e de recepção, por exemplo. Uma boa ideia é conversar com a equipe e compreender o seu dia a dia.

Verifique qual é a abordagem e como funciona a interação entre equipes, se o cotidiano é mais flexível ou mais rígido, se a hierarquia demanda maior ou menor separação entre os setores. 

Tais questões impactam diretamente no programa de necessidades, e um levantamento adequado de dados facilita a elaboração dos projetos de arquitetura corporativa.

2. Saiba quais são as necessidades dos funcionários

pessoas trabalhando em escritório

A rotina dos colaboradores não fica restrita à sua sala ou estação de trabalho. É preciso considerar as áreas destinadas ao convívio e funcionalidades presentes na companhia.

Diversas empresas têm adotado uma linguagem arquitetônica que permite maior integração e interação entre as equipes, o que é um reflexo das políticas e comportamentos corporativos.

A título de exemplo e referência, empresas como o Facebook oferecem marcenaria, lavanderia, café, academia, espaços funcionais e áreas de entretenimento para os seus funcionários. 

A empresa literalmente se torna uma extensão para as atividades rotineiras de seus colaboradores.

Compreender o perfil de relacionamento na empresa auxilia a projetar um ambiente com todos os elementos necessários para que o clima da corporação seja otimizado.

3. Priorize a ergonomia

trio de arquitetos em escritório

Quantas horas por dia você permanece sentado em sua escrivaninha? Os colaboradores exercem atividades rotineiras e repetitivas por diversas horas. Isso gera a necessidade de bem-estar.

Por isso, a ergonomia deixou de ser sinônimo de móveis com estética ruim, e um termo muito utilizado hoje é o ergodesign — associação entre ergonomia e design. 

O ideal é buscar por alternativas de móveis para escritório personalizados e que atendam da melhor forma às necessidades específicas da empresa ou dos colaboradores.

Pequenos elementos, como móveis de apoio e cadeiras adaptáveis, auxiliam na produtividade da equipe a curto e longo prazo. 

Sendo assim, invista em elementos de qualidade e indique itens com um bom custo-benefício para os seus clientes!

Quer saber mais sobre ergonomia? Confira o Talk de Conteúdo com a arquiteta Priscilla Bencke e entenda como as mesas e as cadeiras impactam diretamente na saúde dos colaboradores:

 

4. Use móveis modernos

trio trabalhando em computador

O mobiliário bem projetado proporciona versatilidade e permite adequações de layout. Lembre-se da importância de atender aos usos e ferramentas de cada colaborador.

O design moderno também possibilita um ambiente mais agradável. Uma composição leve, jovial e planejada tornará a empresa de seu cliente um local mais produtivo e acolhedor.

Gigantes como Google e Facebook nos mostram como um ambiente de trabalho descontraído e inspirador pode funcionar. A cultura empresarial, o ambiente corporativo e a interação entre funcionários e espaço físico trazem bons resultados. 

Portanto, alinhe as expectativas e utilize as referências adequadas à linguagem arquitetônica escolhida. Projete considerando móveis que sejam adequados e representem os valores e a equipe da empresa.

5. Utilize uma boa iluminação

dupla conversando olhando para tablet

O escritório pode se tornar mais agradável de acordo com a iluminação adotada. Por isso, os ambientes devem ser pensados com luminárias que proporcionem o efeito desejado.

Assim, escolha elementos leves e adequados. O contraste de luz e sombra, o uso de objetos em destaque e o cuidado com os detalhes podem impactar positivamente na rotina da companhia.

Invista em luminárias que possam ser ajustadas conforme o uso do ambiente, como as lâmpadas com trilhos ou dimerizadas, que permitem controlar o direcionamento e intensidade luminosa do ambiente.

O humor dos funcionários pode até mesmo ser impactado pela iluminação. Diante disso, verifique quais índices, tonalidade de lâmpadas e disposição são melhores para o projeto e demonstre a importância dessa escolha para o seu cliente!

Leia também: Iluminação no ambiente de trabalho: guia de posicionamento da luz e modelos de luminária

6. Invista no conceito aberto

escritório conceito aberto

O conceito aberto ou open space é a tendência mais utilizada nas corporações com perfil jovem e dinâmico. 

Tem sido a maior aposta, uma vez que otimiza espaços, possibilita maior interação entre a equipe e, sob certo aspecto, rompe com os padrões clássicos de hierarquia na organização do ambiente. 

Aquela história de sala do supervisor separada? Não funciona mais para a maioria das empresas!

Desde que seja adequado à realidade da empresa, invista nessa forma de organização, separe os times que precisarem de maior privacidade e aproveite o espaço restante.

Lembre-se de cuidar de questões sonoras e de climatização, pois elas podem vir a ser um problema, principalmente em ambientes com vários trabalhadores.

7. Coloque plantas, adornos e enfeites

escritório com plantas

Foi-se o tempo em que o ambiente de trabalho era impessoal, frio e pouco acolhedor. 

Por isso, utilize em seus projetos de arquitetura corporativa itens que personalizem o local da maneira mais adequada, de forma a seguir a linha arquitetônica adotada no projeto. 

Assim, use a criatividade para inserir adornos, enfeites e plantas no escritório. A utilização destes objetos torna a empresa mais acolhedora e agradável.

E a adoção de instrumentos como canecas e porta-retratos podem fazer com que o funcionário se sinta parte integrante da empresa.

Gostou das dicas para projetos de arquitetura corporativa?

Como vimos, dá para unir estética e funcionalidade em projetos arquitetônicos ao avaliar as necessidades da empresa e dos colaboradores, priorizar a ergonomia, utilizar móveis modernos e boa iluminação, investir no conceito aberto e adornar o ambiente com elementos que acolham os colaboradores.

Os seus clientes já te procuraram para melhorar a arquitetura corporativa dos espaços? Utilize como referência as grandes empresas, demonstre a importância do projeto e mostre as melhorias que um ambiente planejado pode trazer para a empresa dele!

Outra dica essencial é utilizar móveis de qualidade em seus projetos de arquitetura corporativa. Mas, isso é bem simples de conseguir: basta ter a Marelli como parceira.

Há mais de 37 anos oferecemos soluções completas para escritórios com cadeiras, mobiliário e divisórias piso-teto da melhor qualidade. Solicite seu orçamento agora! Aproveite também para conferir as melhores cadeiras e outros móveis para escritório!