O dia a dia no ambiente de trabalho pode ser exaustivo e desgastante. É normal que as demandas tomem a energia da equipe, mas é preciso atenção para não deixar que isso comprometa o desempenho dos colaboradores.

Boa parte desses cuidados passa pelo mobiliário corporativo, assim como pela decoração e pelas condições do ambiente trabalho. Por isso, preparamos este post para ajudar você a entender um pouco mais sobre esse assunto.

Siga a leitura e confira as dicas de como usar o mobiliário corporativo para melhorar o desempenho da sua empresa!

A importância do mobiliário corporativo

Os móveis utilizados em uma empresa dizem muito sobre a sua essência. A importância do mobiliário corporativo passa pela estética do ambiente e vai além: é responsável por proporcionar parte das condições de trabalho.

Imagem da empresa

Quando falamos de mobiliário corporativo, o primeiro destaque vai para o visual. Ao entrar em um ambiente organizado, prático e em perfeito estado de funcionamento, a imagem da empresa é diretamente afetada — nesse caso, positivamente.

Tanto clientes quanto funcionários melhoram o conceito que fazem de um negócio quando o espaço que utilizam é planejado para o máximo desempenho das funções. Uma boa recepção, iluminação adequada e objetos armazenados adequadamente trazem a ideia de uma empresa organizada e próspera.

O contrário também é verdadeiro. Ao frequentar um espaço em que impera a desorganização, o improviso e o desleixo, fica difícil acreditar que aquela empresa tem real comprometimento com os serviços e produtos ofertados, não é?

Por isso vale a pena investir em um mobiliário corporativo funcional, com o estilo da empresa e alinhado com a sua identidade visual. Combinados com os itens de decoração, ele será responsável por um upgrade na imagem do negócio.

Economia

Planejar e investir no mobiliário corporativo gera também economia para o negócio. Por mais que possa parecer contraditório, os recursos gastos com itens de qualidade e adequados ao uso fazem com que a empresa diminua os custos de manutenção.

Outro fator importante é a qualidade dos produtos e dos serviços prestados. Quanto mais prático e organizado for o processo de produção e o atendimento, melhor será o resultado entregue. Nesse ponto o mobiliário corporativo tem papel fundamental.

Ter um lugar certo para cada objeto de trabalho, assim como para cada atividade exercida faz com que a equipe seja mais rápida e eficiente. Afinal, é fácil perceber quanto tempo se perde ao tentar encontrar algo no meio da bagunça, não é?

Bem-estar dos funcionários

Um ambiente de trabalho adequado faz com que os funcionários sintam-se mais motivados e tranquilos para exercer suas tarefas. Cadeiras e mesas ergonomicamente pensadas ajudam a diminuir as lesões por esforço e preservam a saúde.

A correta organização e divisão dos espaços também facilita o exercício da função e gera mais bem-estar e satisfação. Quem trabalha com um grande número de pessoas em um ambiente compartilhado, por exemplo, já passou pela frustração de não conseguir realizar uma ligação importante por conta do barulho excessivo.

Como aliar beleza e funcionalidade

O segredo para o sucesso do mobiliário corporativo é aliar a beleza do ambiente com a funcionalidade necessária. Para conseguir esse resultado, é essencial estar atento a alguns pontos.

1. Entenda as necessidades de uso

O primeiro passo para a definição do móvel ideal é entender as necessidades que ele precisa atender. Elas vão desde o aspecto estético, como ter uma recepção bonita, até os detalhes mais práticos.

Uma mesa de trabalho em um escritório padrão, por exemplo, precisa comportar no mínimo um computador, um telefone e objetos de papelaria. Para isso, é possível planejar a instalação elétrica embutida e as saídas de cabos, assim como algumas divisórias em gavetas para os itens pequenos.

Agora, se essa mesa for destinada a um designer, é fácil imaginar que uma área de apoio maior pode ser interessante. Afinal, esses profissionais costumam utilizar folhas de grandes formatos para suas criações.

Equipes que costumam fazer reuniões podem ser beneficiadas com móveis modulares que podem ser rearranjados facilmente. Assim, cada um tem a possibilidade de integrar os espaços quando necessário sem perder a privacidade em outros momentos.

O mesmo cuidado vale para os armários. É importante analisar que tipo de material será armazenado em cada um para que os espaços sejam projetados com o melhor aproveitamento.

2. Planeje o espaço

Com essas informações em mãos é essencial realizar o planejamento completo e detalhado do espaço. Isso evita que mudanças precisem ser realizadas em um curto período de tempo. Além disso, o detalhamento do projeto diminui as chances de erros de construção e instalação do mobiliário corporativo.

Caso a empresa tenha planos de mudanças para suas atividades em curto prazo, vale a pena considerar esses aspectos. Afinal, é possível planejar móveis com soluções que possam ser adaptadas.

Armários, mesas e estantes podem ser construídos com a possibilidade de serem reorganizados em outros espaços, para outras funções. Tudo isso só acontece quando o planejamento é feito com responsabilidade.

3. Conte com fornecedores de qualidade

Pouco adianta investir no projeto e no planejamento de um mobiliário corporativo funcional se a execução deixar a desejar. Por isso, invista em fornecedores de qualidade para adquirir as peças.

Se você adquire uma mesa com rodízios para ser acoplada a uma estante e essas peças se desgastam com facilidade, em pouco tempo o móvel perderá a sua função. Imagine um armário para arquivamento com trilhos frágeis que não aguentam o peso dos papéis. Complicado, não é?

O mesmo vale para qualidade da estrutura e o acabamento. Itens que descascam, mancham e arranham facilmente podem comprometer a estética e a funcionalidade do mobiliário corporativo.

Investir no espaço de trabalho é sempre uma atitude inteligente. Afinal, é esse espaço que proporcionará as condições para que a equipe trabalhe com eficiência e interaja com clientes da melhor maneira possível.

O segredo para o sucesso dessa tarefa é dedicar-se ao planejamento do ambiente, sempre respeitando as necessidades dos usuários. Além disso, a qualidade da execução precisa ser preservada.

Se você gostou das dicas que trouxemos sobre a importância de um mobiliário corporativo funcional, aproveite e compartilhe este post nas redes sociais!