Paisagismo corporativo é o uso de elementos da natureza, como planetas, em projetos de ambientes empresariais. Um projeto de paisagismo empresarial cria um ambiente que permite a interação entre os elementos naturais e as pessoas que circulam pelo local. Seus objetivos são:

  • criar um ambiente esteticamente agravável,
  • contribuir para o bem-estar das pessoas que circulam no ambiente,
  • gerar mais satisfação nos colaboradores,
  • contribuir para a imagem que a sua empresa tem diante dos stakeholders. 

Em um dia de expediente comum, o que seus colaboradores enxergam quando param para olhar o ambiente de trabalho?

Você sabia que a resposta a essa pergunta pode ter ligação direta com os níveis de motivação no ambiente de trabalho e produtividade desses profissionais?

É por isso que o paisagismo corporativo está ganhando cada vez mais espaço nas empresas contemporâneas. 

Pois neste post nós vamos tratar deste assunto. Então, descubra como o paisagismo empresarial contribui para a qualidade de vida dos funcionários e, consequentemente, para os resultados do seu negócio. Acompanhe!

O que é paisagismo corporativo? 

Por definição, o paisagismo é uma atividade que procura criar um resultado harmônico a partir da interação entre os elementos naturais e outras características do ambiente.

Embora um dos objetivos dos projetos de paisagismo corporativo seja produzir um espaço esteticamente atrativo e agradável para as atividades humanas, sua função vai muito além disso.

Projetos de paisagismo corporativo envolvem também o bem-estar das pessoas que circulam ou convivem naquele ambiente.

Devido a isso, o paisagismo corporativo tem uma importância ainda maior. Ele procura:

  • promover a qualidade de vida no local de trabalho,
  • garantir a satisfação dos colaboradores,
  • impulsionar sua motivação e produtividade.

Públicos impactados com o paisagismos empresarial

Um briefing paisagismo corporativo deve considerar, entretanto, o público interno e externo do negócio.

Quem são as pessoas que frequentam a sua empresa?

Para responder essa pergunta, é preciso considerar dois tipos de público: o interno e o externo.

Pensar nesses detalhes é fundamental na hora de elaborar um projeto de paisagismo corporativo, já que a configuração do ambiente em que as pessoas são recebidas interfere na percepção em relação à empresa.

O dia a dia de uma empresa é marcado pela presença de diferentes grupos de pessoas, e apesar do propósito diverso com o qual elas chegam ali, todas tem algo a contribuir para o sucesso do negócio.

Veja abaixo quem compõe cada grupo e quais são suas necessidades em relação ao ambiente corporativo.

Público interno

Esse grupo é formado pelos seus colaboradores. Na maior parte das vezes, eles passam um longo período dentro da sua empresa — pelo menos 40 horas semanais. Por isso, eles precisam encontrar um ambiente agradável e estimulante, no qual tenham o prazer de permanecer enquanto executam suas atividades.

Essa disposição mental positiva é responsável por um resultado desejado pelos gestores: produtividade.

O paisagismo corporativo é um dos elementos que contribui diretamente para o aumento da produtividade.

Um estudo da Universidade de Queensland demonstrou que ele pode aumentar esse índice em até 15%. Entre os motivos para isso, podemos destacar: 

  • melhora na qualidade do clima organizacional e, consequentemente, na capacidade de ativar recursos mentais (concentração, criatividade, disposição);
  • as plantas para escritório promovem o relaxamento mental, evitando ou reduzindo a sobrecarga do corpo e da mente;
  • bem-estar provocado pela conexão dos funcionários com a natureza;
  • o ser humano reage com prazer e alegria às composições estéticas agradáveis, que combinam cores e formas harmoniosamente;
  • um bom projeto de paisagismo corporativo “quebra” a frieza de um ambiente comercial, tornando-o mais acolhedor e humano. 

Público externo

Fornecedores, clientes, visitantes, prospects: apesar de ser mais variado em seus interesses e objetivos, esse público também é fortemente influenciado por um ambiente esteticamente elaborado e acolhedor.

Todos os elementos arquitetônicos, incluindo o paisagismo empresarial, contribuem para a formação de uma imagem a respeito da empresa.

Nesse sentido, a configuração do espaço é fundamental para transmitir, mesmo que inconscientemente, a essência de uma organização. 

É através da percepção do ambiente que esse público infere características como:

  • organização da empresa,
  • cuidado com o ambiente e o com as equipes,
  • responsabilidade ambiental,
  • criatividade e inovação,
  • excelência na realização das atividades, entre outras.

Quando falamos da percepção do consumidor, existe ainda um outro elemento que requer a consideração: a experiência do cliente.

Certamente ela não se restringe a isso, mas todo e qualquer fator que possa tornar essa interação mais agradável merece atenção e investimento. 

Leia também: Como a imagem corporativa é influenciada pelos móveis do escritório

Por que investir no paisagismo corporativo? Conheça alguns benefícios

Acima, vimos rapidamente como trazer o verde para dentro de sua empresa traz uma série de benefícios tanto para os funcionários quanto para o próprio negócio. A seguir vamos conhecer outros benefícios de investir em projetos de paisagismo corporativo. Confira!

Redução do estresse dos colaboradores

Muitas pessoas recorrem à natureza para se acalmarem e sentirem alívio das pressões do dia a dia.

Céu azul e pés na grama são uma fórmula certeira para reduzir o estresse e recarregar as energias para novos desafios.

Como nem sempre é possível escapar dessa correria para desfrutar da natureza, as empresas podem proporcionar uma solução satisfatória.

Ao inserir o verde no ambiente corporativo, elas trazem esse pedacinho da natureza para perto dos colaboradores.

As visualização de plantas reduz o estresse das pessoas nos mais diversos ambientes. Não é diferente no local de trabalho.

Considerando que o estresse diminui a produtividade, causa outros transtornos de saúde e é uma das principais causas de afastamento, essa é uma forma simples de preveni-lo — para o bem dos funcionários e do próprio negócio.

Leia também: O que é plantscaping? benefícios e como incluir nos projetos de arquitetura corporativa

Melhoria na qualidade do ar

Do ponto de vista biológico, as plantas são responsáveis pela produção de oxigênio, mediante o processo de fotossíntese. Devido a isso, sua presença dentro das organizações melhora consideravelmente a qualidade do ar.

Com uma maior quantidade de oxigênio circulando, o indivíduo se sente mais disposto. A boa qualidade do ar também favorece a concentração e reduz a sensação de cansaço, um fator que contribui para o aumento da produtividade.

Aumento da produtividade

E por falar em produtividade, ela é um dos aspectos mais relevantes que tornam o paisagismo corporativo um verdadeiro investimento.

Além de promover a concentração devido à melhora na oxigenação do ambiente, ele interfere no desempenho da equipe.

Estudos realizados na Austrália revelaram que escritórios decorados com plantas registravam até 15% de aumento na produtividade dos colaboradores. Eles se sentem mais satisfeitos em um ambiente agradável, o que se reflete em resultados.

Já há algum tempo, a Neuroarquitetura estuda como os estímulos interferem no comportamento humano.

É consenso, entre especialistas, que a presença do verde contribui para a melhora na qualidade de vida. Afinal, é comum os profissionais passarem no mínimo 40 horas semanais confinados no ambiente de trabalho. 

Os funcionários se sentem mais felizes e respondem com bom desempenho e performance. Entre as vantagens das  plantas estão os fatos de:

  • quebrem a frieza do espaço corporativo,
  • humanizarem o local de trabalho, 
  • trazerem vida e cores totalmente naturais. 

Criação de um ambiente agradável e bem decorado

Além dos seus colaboradores, sua empresa recebe outros visitantes. São clientes, parceiros, fornecedores ou até personagens de influência na mídia.

Seu espaço corporativo provoca um grande impacto sobre essas pessoas.

O design do escritório reflete os valores que ela pratica. Um ambiente agradável e decorado com plantas não só faz com que as pessoas gostem de permanecer ali, mas principalmente forma uma imagem positiva sobre a organização.

Portanto, o projeto de paisagismo corporativo passa uma série de mensagens:

  • a preocupação com a qualidade de vida das pessoas,
  • o respeito ao meio ambiente,
  • o reconhecimento de que é preciso buscar soluções sustentáveis são as principais.

Solução para problemas decorrentes do layout corporativo

Em um cenário ideal, as empresas têm a oportunidade de construir suas sedes e filiais e projetá-las com um bom layout corporativo. No entanto, isso nem sempre é possível.

Muitas vezes, as empresas têm que se adequar ao espaço disponível. Em um território urbano, as construções são limitadas por diversos fatores, inclusive econômicos.

Em outras ocasiões, é preciso acomodar os colaboradores em espaços alugados.

Essas e outras questões impedem a remodelagem do layout, o que pode trazer uma série de problemas para a empresa. Problemas com a divisão de espaços e propagação de ruídos estão entre eles.

O paisagismo corporativo apresenta soluções para várias dessas questões

Paredes verdes ajudam a melhorar a acústica do escritório e favorecem a concentração dos funcionários.

Dividir o ambiente com plantas reduz a ideia de isolamento.

Portanto, o paisagismo empresarial apresenta uma série de soluções para transformar um layout corporativo desfavorável em um ambiente propício à concentração, colaboração e produtividade.

Para isso é preciso criar um briefing paisagismo corporativo adequado às necessidades do negócio. 

Baixo custo de manutenção

Manter um projeto paisagístico empresarial custa menos que as pessoas imaginam. É importante recorrer a um profissional para que ele oriente quais são as plantas adequadas para o espaço, considerando fatores como umidade, incidência de sol, circulação de ar, etc.

Quando essas características do local orientam a escolha das espécies, amentam as suas chances de mantê-las naquele espaço sem um grande esforço e com custos bastante reduzidos.

Leia também: Plantas para escritório: 6 motivos para aderir e as melhores espécies para empresas

Contribuição para um mundo sustentável

O paisagismo corporativo traz benefícios para os colaboradores que atuam em um determinado espaço.

Além disso, ele é uma solução de baixo custo para a decoração da empresa e contribui para que os visitantes tenham uma boa imagem da organização.

No entanto, existe um aspecto muito relevante quando se considera o impacto de uma empresa na sociedade: a sustentabilidade.

O paisagismo corporativo faz parte de um conjunto de estratégias da arquitetura sustentável.

Ele ajuda a minimizar os impactos da ocupação humana no meio ambiente na medida em que insere elementos naturais nas construções e também ajuda a reduzir os efeitos nocivos da poluição, purificando o ar no ambiente de trabalho.

Finalmente, plantas e ambientes corporativos são uma combinação perfeita. Elas proporcionam a qualidade de vida e o relaxamento mental que seus funcionários precisam para se sentirem satisfeitos e, dessa forma, estimulados a produzir mais e melhor. 

Como fazer um projeto de paisagismo? 5 etapas

Para aprender como fazer um projeto de paisagismo você deve seguir 5 etapas:

  1. Conceito apropriado de paisagismo corporativo
  2. Apresentação de um briefing completo
  3. Respeito ao layout do espaço corporativo
  4. Pesquisas de referência
  5. Representações visuais do projeto

Entenda cada uma delas, a seguir.

1. Conceito apropriado de paisagismo corporativo

Vale lembrar que paisagismo é um conceito completamente diferente de jardinagem.

Um projeto paisagístico adequado é aquele em que a definição das espécies vegetais utilizadas é pensada a partir do objetivo daquele espaço arquitetônico. 

A presença ou ausência das espécies precisa ser justificada do ponto de vista:

  • funcional,
  • técnico,
  • de uso.

Dessa forma, elas contribuem para que o ambiente tenha a imagem desejada e para facilitar o desenvolvimento das atividades que devem ocorrer ali.

2. Apresentação de um briefing completo

Um briefing de paisagismo corporativo detalhado é a melhor forma de compreender as necessidades do cliente e ter as informações necessárias para elaborar uma proposta viável e compatível com suas expectativas. 

É preciso que o arquiteto paisagista faça as perguntas certas para descobrir o que o cliente deseja e até mesmo o que ele está se esquecendo de mencionar.

Também deve esclarecer informações distorcidas para evitar a formação de expectativas irreais.

Sem esse cuidado durante o briefing de paisagismo corporativo, corre-se o risco de que o arquiteto não entenda corretamente as necessidades da empresa, o que pode levar à elaboração de uma proposta que não condiz com os objetivos do seu cliente.

Essa falta de compreensão pode até mesmo inviabilizar a contratação do arquiteto. No pior dos cenários, as divergências surgirão ao longo da execução ou até mesmo após o projeto finalizado, gerando desgastes e insatisfação. 

3. Respeito ao layout do espaço corporativo

É essencial que o arquiteto paisagista tenha sempre em mente qual é o objetivo daquele local.

Um estudo das atividades que devem ser realizadas em cada parte do espaço pode ajudar a configurar a distribuição das plantas de forma bela e funcional.

Qual é a finalidade de cada ambiente? Ele receberá clientes, parceiros, fornecedores ou é reservado aos funcionários?

Qual é o fluxo de circulação de pessoas e como os elementos podem ser dispostos sem prejudicá-lo? 

Também é importante analisar qual é a função de cada ponto específico no dia a dia: ele faz parte de uma sala de atendimento ou espera que deve ficar mais agradável?

Vai dividir parcialmente os ambientes?

Ou trata-se de um jardim no qual os funcionários podem descansar? 

O paisagista deve trabalhar em sintonia com quem planeja a disposição e o layout do ambiente como um todo. Assim, eles deixarão o espaço mais agradável, mas sem comprometer a funcionalidade. 

4. Pesquisas de referência

A pesquisa de referência é válida tanto para entender, de forma mais completa, a interferência desses elementos nas atividades que serão desenvolvidas quanto para obter inspiração em perfis especializados e descobrir possibilidades. 

É fundamental analisar aspectos como:

  • o local em que as plantas serão alocadas (incidência de sol, ventilação, etc),
  • que tipo de manutenção essas espécies necessitam,
  • qual é a disponibilidade de espaço para escolher as espécies mais apropriadas.

Também é importante estar atualizado quanto a materiais e soluções que possam simplificar a execução e a manutenção do paisagismo, tornando-o mais viável para as organizações.   

5. Representações visuais do projeto

Depois de todas essas etapas, o arquiteto está pronto para a apresentar seu projeto de paisagismo corporativo ao cliente. Essa etapa é fundamental, pois mostra que o profissional: 

  • entendeu como a empresa funciona e quais são os objetivos daquele projeto;
  • encontrou as soluções apropriadas para o espaço que ele apresentou;
  • elaborou uma proposta com benefícios evidentes para a organização;
  • domina as técnicas e recursos necessários para fazer o projeto sair do papel e se tornar realidade;
  • tem consciência de quais são os recursos materiais e humanos necessários à concretização do projeto.

O arquiteto precisa se lembrar também de que ele tem uma visão 3D mais apurada. Ou seja, quando ele olha para um desenho, consegue visualizar como esses elementos ficarão dispostos em um ambiente tridimensional. Lembre-se, porém, que talvez o seu cliente não tenha a mesma facilidade, então apresente suas ideias por meio de:

  • representações,
  • maquetes,
  • prévias do projeto.

Disponha também todos os elementos e móveis que fazem parte do ambiente para que o cliente tenha uma percepção exata do resultado final. Para saber como fazer isso, indicamos a leitura do artigo, Como apresentar um projeto arquitetônico ao cliente com planta mobiliada?”. 

Pense no ambiente como um todo (e não apenas nas plantas) 

Um projeto de paisagismos corporativo pode ser ainda mais completo se considerar outros elementos para criar um escritório inspirado na natureza.

Os móveis são um dos pontos que você deve ficar atento, tanto para escolher um fornecedor de qualidade, confiança e excelente acabamento, como um fornecedor que se preocupa com o meio ambiente. 

A Marelli tem como um dos seus principais valores o respeito ao meio ambiente.

Utilizamos tecnologias limpas, matérias-primas certificadas e controladas e promovemos o uso racional dos recursos naturais.

Diante disso, podemos ser um bom parceiro para a adequação do seu projeto de paisagismo corporativo. 

A Marelli é a sua solução completa em assentos, mobiliário e divisórias piso teto, estamos prontos para atender a demanda do seu cliente de forma diferenciada!

Solicite seu Orçamento Agora! ← 

E conte com a qualidade e tradição de uma empresa que está a mais de 35 anos no mercado e possui mais de 30 lojas pelo Brasil e América do Sul!

Quer continuar acessando as melhores dicas de decoração e inovação para ambientes corporativos? Então, não deixe de seguir nossas páginas nas redes sociais (Facebook, Instagram e LinkedIn)!