De origem grega, a ergonomia é a ciência que estuda o homem em seu ambiente de trabalho. Ou seja, ela ajusta o trabalhador às condições laborais com o objetivo de fazer com que o empregado permaneça confortável, produtivo e seguro ao exercer sua função. Por isso, entender o que é ergonomia é o primeiro passo para aplicá-la à decoração de ambientes de forma eficaz.

Conheça a seguir os benefícios da ergonomia e as principais formas de aplicação na decoração dos ambientes.

Entenda o que é ergonomia

Definimos a ergonomia como o conjunto de disciplinas que atua na organização do trabalho, no qual existem interações entre máquinas e seres humanos.

Ela conta com alguns objetivos básicos, como possibilitar o conforto ao indivíduo, atuar na prevenção de acidentes e do surgimento de patologias específicas de determinado tipo de função.

Apesar de existirem inúmeros estudos que focam na relação do homem com o seu ambiente de trabalho, poucos deles notam detalhes importantes, como é o caso da ergonomia. Ela estuda exclusivamente todas as medidas de conforto que resultam no melhor rendimento do trabalho, prevenindo acidentes e, consequentemente, proporcionando uma maior satisfação do trabalhador.

É importante frisar que o Ministério do Trabalho e do Emprego, por meio da Norma Regulamentadora (NR-7), orienta que a empresa tenha, antes de tudo, uma Análise Ergonômica do Trabalho (AET). É um documento em que o profissional aponta quais são as melhorias que devem ser feitas para que o ambiente atenda a todas as condições mínimas de ergonomia.

Saiba qual é a relação da ergonomia com o conceito de arquitetura corporativa

Quando falamos sobre o que é ergonomia, ressaltamos a importância de desenvolver um espaço pensado no conforto e no bem-estar do trabalhador. Quando fazemos essa relação incluímos também a arquitetura corporativa — ou arquitetura empresarial, como também é conhecida. Ela é o ramo da arquitetura que projeta, desenvolve e executa espaços corporativos para empresas e escritórios.

É importante ressaltar que isso vai muito além da decoração, mas atua também em campos como espaços funcionais e ergonomia no local de trabalho. Ela possui papel essencial na construção visual de identidade da empresa, pois funciona como a identidade do ambiente diante de fornecedores e clientes.

Veja como aplicar a ergonomia à decoração de ambientes

Agora que você já sabe o que é ergonomia, é importante entender como ela deve ser pensada nos projetos de arquitetura corporativos. Veja:

Posicionamento dos objetos

A posição dos objetos de uso diário devem facilitar o acesso e o manuseio por parte dos funcionários. Sendo assim, investir em estantes e prateleiras é uma boa opção.

Como permanecem fechadas, as gavetas podem dar a impressão de uso restrito — apesar de organizarem bem diversos itens. Prefira sempre móveis abertos para que a retirada dos objetos seja facilitada.

Funcionalidade e ergonomia

Saber o que é ergonomia é o primeiro passo para entender sua funcionalidade, inclusive na decoração. Por isso, recomenda-se que o escritório (ou o ambiente corporativo) seja decorado de modo funcional e ergonômico. Logo, vale a pena avaliar todas as dimensões do espaço com o objetivo de montar o ambiente de maneira adequada.

O primeiro passo nessa etapa é escolher uma cadeira de escritório que seja ajustável. Esse detalhe é imprescindível, pois proporciona conforto durante horas. Prefira os modelos que forneçam mobilidade, comodidade e leveza — afinal, a intenção é preservar a saúde da coluna e das articulações dos funcionários.

A mesa, por sua vez, deve ser bem alinhada. Há ainda uma ampla variedade de móveis com design moderno, garantindo charme e funcionalidade para espaços de trabalho distintos.

Organização e limpeza

É claro que ninguém gosta de trabalhar em um escritório bagunçado. Além de contribuir para a poluição visual do ambiente, a desorganização também prejudica o andamento das tarefas e provoca estresse e até mesmo desmotivação.

Uma das premissas para que o local de trabalho atue como um ambiente agradável e produtivo é apostar na limpeza e no posicionamento correto dos móveis.

Evite acumular muitos objetos em cima da mesa e deixe à mão somente o que for necessário. Outra dica interessante é aderir ao quadro magnético para ser um lembrete gigante. Nele você pode anotar prazos de entrega, reuniões, tarefas pendentes e outras informações.

Toque pessoal sem exageros

Um dos princípios da ergonomia é deixar o ambiente de trabalho o mais acolhedor possível. Por isso, vale a pena depositar um toque de personalidade no ambiente. Mas lembre-se que, se você divide o espaço com mais pessoas, esse toque deve ter equilíbrio e bom senso, afinal, o espaço é democrático.

Colocar um porta-retratos em cima da mesa, vasinhos de flores ou qualquer outro item que customize o espaço é sempre uma boa ideia, pois dará vida ao escritório.

Cores e iluminação adequadas

Pode não parecer, mas as cores têm papel essencial na decoração de qualquer ambiente. Não é à toa que, ao ir ao médico, é comum que o espaço inteiro seja na cor branca. A maior intenção, nesse caso, é transmitir calma a quem vai ao local (além de mostrar que o ambiente está limpo e devidamente higienizado). No escritório isso não é diferente.

Considerando o tempo que a maior parte do trabalhadores passa no local, as tonalidades mais claras são as mais indicadas. Além de ampliarem a sensação de espaço, também não cansam a visão e são fáceis de combinar.

Quem prefere um ambiente mais enérgico, por exemplo, pode apostar em peças decorativas ou até mesmo eleger uma parede colorida.

A iluminação, por sua vez, também merece atenção. Se o ambiente permitir a entrada da luz natural, nem que seja nas primeiras horas do dia, melhor ainda. As lâmpadas de luz branca também são as mais indicadas, pois garantem a uniformidade no ambiente e não cansam tanto a vista.

Cuidado com o barulho no ambiente

Outro ponto que merece atenção é o som do ambiente. Muitas vezes lidar com o barulho é inevitável, seja em conversas ou até mesmo com os famosos ruídos de digitação. Para amenizar, fones de ouvido com cancelamento de ruídos podem ajudar. Você também pode optar por colocar música ambiente, como jazz ou MPB.

Saber o que é ergonomia é essencial para aplicá-la à decoração de ambientes. Além disso, os trabalhadores só têm a ganhar, já que são os maiores beneficiados.

Gostou do post? Então assine a nossa newsletter para receber conteúdos como este em primeira mão!