Não há glamour algum em correr de um lado para outro sem ter tempo para nada. Arquitetos que mantêm essa rotina precisam repensar suas práticas e métodos de trabalho para otimizar o seu dia e tornar a rotina mais produtiva.

Projetos que são realizados de forma corrida, desorganizada e sem critério podem deixar o trabalho mais frágil e exposto a erros além de desgastar muito mais a equipe. Com um dia a dia mais estruturado, é possível deixar a vida profissional mais equilibrada. Experimente e note um aumento na qualidade das suas entregas!

Quer saber como? Confira 7 dicas de gestão de agenda para arquitetos!

1. Organize-se

Você sabe exatamente quais são os seus compromissos para os próximos meses? Talvez você se lembre por alto de alguns, mas é impossível guardar todos esses detalhes na memória. Por isso, a organização é uma ferramenta fundamental para tornar mais produtiva a sua agenda de arquiteto.

Você pode optar por usar a tradicional agenda de papel, as eletrônicas disponíveis em smartphones ou em algum aplicativo específico. O importante é ter todos os compromissos bem especificados em algum dispositivo organizador.

O Google Agenda, por exemplo, tem uma série de recursos que pode deixar a rotina de trabalho mais organizada. Ele permite que você crie alertas e lembretes de obrigações e compromissos notificações que podem ser muito úteis a todos os profissionais.

2. Planeje-se

Quando você sabe exatamente quais são os compromissos que você já assumiu, fica mais fácil saber como poderá programar outros projetos. Não assuma mais tarefas do que você pode entregar. Isso pode comprometer a qualidade do trabalho e até a sua reputação.

Dessa forma, você pode se planejar melhor para fazer novas entregas antes de assumir outras. Faça uma boa gestão dos seus projetos e acompanhe o desenvolvimento deles de perto. Nesse sentido, há diversos softwares de planejamento de projetos que os profissionais já usam para realizar tarefas mais complexas.

Da mesma forma, existem outros mais simples que podem chamar a atenção da equipe envolvida para aquilo que precisa ser feito de forma imediata como as próximas etapas do projeto, pendências, notas e informações rápidas relevantes. Uma dessas ferramentas é o Trello, dispositivo que pode auxiliar muito a condução de diversos trabalhos.

3. Antecipe-se

Se você já sabe que o mês de dezembro é um período muito atribulado de trabalho, antecipe-se. Não deixe que todos os projetos fiquem para esse mês. Faça uma previsão de acordo com sua demanda anual e tente dividir as entregas ao longo do ano para que seja possível equilibrar seus compromissos.

Nenhum profissional deve usar os dias de descanso para terminar projetos. Tudo deve ser feito com calma para possibilitar momentos mais intensos de inspiração e de criação.

Organize a rotina de maneira que as demandas sejam entregues de forma distribuída. Vale lembrar que é preciso ter tempo para planejar, executar, implementar e avaliar cada etapa dos projetos. Tenha um cronograma mais tranquilo para que tudo possa ser feito com qualidade.

4. Otimize o seu dia

Se você conduz dois projetos na região metropolitana da sua cidade que fazem parte da mesma rota, que tal agendar os compromissos de forma alinhada? Até isso deve ser pensado ao organizar a sua agenda. Ter rotas de trabalho mais inteligentes evita desgastes desnecessários, economiza tempo e dinheiro.

Marque as visitas e os compromissos em sua agenda considerando a proximidade, o tempo gasto com cada um, as suas necessidades e as demandas específicas do cliente.

A visita a fornecedores, por exemplo, pode ser feita de acordo com as necessidades dos projetos que você está desenvolvendo no momento não se esqueça de planejar a aquisição daqueles produtos que devem ser encomendados com antecedência.

5. Prepare-se

A sua agenda de arquiteto é cheia de compromissos diversos que precisam ser cumpridos de forma sistemática. Para evitar atrasos e correrias, é importante preparar-se para saber diferenciar o que é importante do que é urgente.

Geralmente, as tarefas se tornam urgentes quando não foram muito bem planejadas e saem do seu prazo ideal. Por isso, concentre a maior parte do seu dia resolvendo questões importantes para que elas não cheguem ao status de urgente.

Mesmo assim, existem algumas demandas que chegam de última hora uma mudança na legislação que fará com que o projeto seja refeito, um pedido inesperado do cliente, falta de mão de obra… Prepare-se para resolver essas demandas urgentes em algum momento do dia, mas lembre-se de que não é natural que elas se tornem rotina.

6. Unifique-se

Muitos arquitetos dizem que precisam ser três para manter sua agenda de compromissos em dia. Você é um deles? Como não é possível multiplicar-se, faça com o que o seu tempo seja usado de forma que cada minuto seja muito bem empregado.

Todos têm 24 horas do dia para fazer as mesmas coisas. Por isso, é preciso juntar esforços, ser mais produtivo, angariar boas parcerias e construir etapas capazes de tornar o seu trabalho único e forte.

As coisas fundamentais devem ser priorizadas para que o essencial seja mantido. Lembre-se de que o arquiteto é um profissional como qualquer outro e, sobretudo, que ele é humano. Você não precisa ser três: basta ser uma pessoa capaz de delegar tarefas e que consiga assumir aquilo que é essencial para o seu trabalho.

7. Divida-se

Se não é possível multiplicar-se, é preciso dividir a sua rotina em várias gavetas importantes para ter uma vida saudável e equilibrada. Você não exerce apenas o papel de arquiteto: você é filho, pai, mãe, irmã, cidadão, companheiro, entre outros. A agenda de arquiteto é apenas parte de uma agenda de vida muito mais ampla.

Quando estiver no escritório, aproveite bem esse tempo. Quando estiver em casa, esteja 100% com sua família. Quando usufruir de dias de lazer, esqueça os clientes, os projetos e os compromissos.

Uma vida feliz é a soma de pequenas felicidades em muitos contextos: um projeto profissional bem-feito, momentos de alegria com a família, prática de atividades físicas que te trazem satisfação, participação ativa na vida da comunidade…

Como você viu, a agenda de arquiteto exige do profissional pequenas habilidades para que a sua rotina se mantenha mais produtiva e organizada. Por mais que essa seja uma tarefa relativamente simples, ela é de total importância para manter a efetividade dos projetos.

Quer ter acesso a outros conteúdos como este? Curta a nossa página no Facebook e confira dicas, sugestões e novidades do mercado de arquitetura.