O trabalho de um arquiteto exige muitas habilidades dos profissionais. Saber como organizar projetos de arquitetura com eficiência é uma das mais requeridas. 

Com tantos projetos, afazeres e diversas obrigações, o arquiteto precisa de uma boa gestão do tempo para conseguir ser produtivo.

Claro que nem sempre essa é uma tarefa fácil, mas existe uma série de medidas, dicas e providências que podem ser seguidas para ter produtividade em projetos de arquitetura.

O importante é ter a consciência de que o tempo é o mesmo para todos e que só uma atitude diferenciada fará com que ele seja melhor aproveitado.

Está precisando otimizar as horas que compõem a sua rotina? Então aprenda como organizar projetos de arquitetura e tenha mais produtividade no seu dia a dia. Continue a leitura!

Como organizar projetos de arquitetura: guia de produtividade

produtividade-projetos-arquitetura

1. Organize sua rotina de trabalho

Você só saberá como organizar projetos de arquitetura se souber definir o que realmente cabe dentro do seu tempo de trabalho.

Liste tudo o que precisa ser feito por períodos: no dia, na semana, no mês, no ano e no médio e longo prazos. 

Essa organização deve seguir a seguinte lógica: o que tem que ser feito em um dia para que o objetivo traçado seja alcançado em um ano?

Dessa forma, você vai conseguir se preparar para realizar as tarefas dentro de períodos menores. 

Ou seja, se você precisa buscar referências na fase de pesquisa para um novo projeto de arquitetura, vai conseguir se organizar para realizar alguma viagem ou dedicar mais tempo na busca de novos elementos.

2. Delegue tarefas

Quando finalizar a sua rotina de trabalho, revise cada ponto para garantir que todas as tarefas na lista dependem 100% de você.

Se houver algo que outro membro da equipe pode assumir para liberá-lo, combine uma data de entrega e delegue a tarefa.

A técnica de tentar “abraçar o mundo” nunca deu certo em nenhum setor de trabalho. Na arquitetura, existe a vantagem de trabalhar em equipe

Por isso, aproveite essas oportunidades para ajudar colegas a trabalharem sua produtividade durante os projetos, fazendo tarefas motivantes.

Você, por outro lado, vai poder se concentrar na pesquisa, na criação de ideias inovadores e na execução para apresentar um projeto surpreendente.

3. Aja com planejamento

Depois que você conhece pelo menos as suas necessidades para o próximo ano, poderá efetivamente se planejar para realizá-las. 

É natural que você comece um novo período com pendências do anterior. Sua prioridade deve ser realizar essas entregas para que possa se dedicar aos novos projetos.

Assim, a dica de como organizar projetos de arquitetura aqui é fazer um planejamento de como será o ano. Coloque tudo no papel com data para começar e para terminar. Liste:

  • as entregas; 
  • a equipe disponível;
  • os fornecedores envolvidos; 
  • as parcerias que precisarão ser feitas;
  • as pendências relacionadas a documentações, etc. 

Com esse planejamento, será preciso traçar um plano de ação e, em seguida, para executar as cada ponto de forma organizada.

4. Trabalhe com metas

É justamente na parte do plano de ação que entram as metas. Não basta ter um planejamento de como organizar projetos de arquitetura no papel se ele não for executável. 

Para que ele se transforme em ação efetivamente, é preciso criar metas e relacioná-las a cada objetivo proposto. 

Você não precisa ter muitas metas, mas elas devem ser consistentes e diretamente relacionadas aos objetivos do escritório de arquitetura. Por exemplo:

  • atrair 20% mais clientes em um ano; 
  • ampliar a atuação do escritório para alguma área específica; 
  • aumentar a capacitação da equipe em X horas. 

O importante é criar objetivos mensuráveis e que dialoguem com o planejamento global que você criou.

5. Elimine os “ladrões do tempo”

Os arquitetos não estão imunes à série de artifícios usados para “roubar” nosso tempo. São mídias sociais, sites, ligações, revistas e outras rotinas que sugam o tempo de qualquer profissional. 

Na arquitetura, isso também é frequente. Portanto, é necessário atuar para que o tempo de trabalho não seja consumido por distrações inúteis.

Para driblar essa situação, é importante:

  • controlar o uso do celular; 
  • seguir as atividades listadas para o dia com rigor;
  • focar realmente em cada tarefa que se propuser a fazer. 

Separe um tempo do dia para checar o WhatsApp, o e-mail e os perfis das mídias sociais para que você não pegue o celular a todo momento. 

Ao chegar no escritório, confira a lista de tarefas do dia e seja rigoroso em seu cumprimento para ter mais produtividade em projetos de arquitetura.

6. Trabalhe de forma sistematizada

Uma boa forma de induzir a produtividade na arquitetura é realizar cada tarefa de forma sistematizada

Claro que as rotinas podem ser múltiplas e variadas, mas é preciso ter um processo regular para cada tarefa.

Por exemplo: a equipe recebe um novo trabalho, conversa com o cliente, tira dúvidas, propõe um projeto, contrata os profissionais para a execução da obra e outras ações. 

Cada uma dessas etapas deve ter uma sequência de ações e providências relacionadas.

Quando existem processos estabelecidos para organizar projetos de arquitetura, o arquiteto não perde tempo “inventando a roda”. 

Toda equipe pode apenas seguir os fluxos estabelecidos e gerir aquilo que precisa ser gerido ou criado do zero. 

A falta desses fluxos é o que faz com as tarefas sejam executadas fora da ordem e de forma desorganizada.

7. Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia está disponível para todos e os arquitetos devem se apoiar nelas para criar rotinas cada vez mais efetivas.

O SketchUp, por exemplo, pode ajudar a agilizar a criação dos 3Ds de um projeto e apresentá-los em um formato profissional e realista para o cliente. 

O Revit ajuda a criar projetos de forma rápida e ainda facilita a colaboração de outras pessoas da equipe.

O Homestyler auxilia nas escolhas para o design de interiores de empresas, oferecendo um banco de dados rico.

Ficou curioso para conhecer softwares que podem ser usados em projetos corporativos e melhorar sua gestão de tempo? Então leia o artigo: ‘Programas para arquitetura: 7 softwares para gerenciar projetos corporativos.

É sempre bom lembrar que nenhum software é mágico e vai te transformar no arquiteto mais produtivo do mundo. Mas se bem utilizados terão um impacto positivo na sua rotina.

8. Use aplicativos para monitorar sua produtividade

E já que estamos falando em tecnologia, é válido destacar os aplicativos que você pode ter no celular para organizar projetos de arquitetura e não perder os compromissos de cada etapa.

Para fazer uma boa gestão de tempo é possível usar ferramentas de Agenda, como as que o Google disponibiliza. Assim, aquele encontro com um fornecedor disputado nunca será esquecido.

Alguns arquitetos preferem criar planilhas no Excel dividindo as etapas do projeto entre as abas. Outros são fãs de aplicativos de organização e alguns optam por usar softwares específicos. A escolha é livre!

Conheça outros ‘7 aplicativos essenciais para o dia a dia de arquitetos’ neste outro post do blog.

9. Revise sua rotina constantemente

Quando se trabalha com planejamento e metas, é muito comum que alguns objetivos sejam alterados ao longo do ano em virtude de uma série de fatores. 

Isso acaba fazendo com que o arquiteto tenha que atuar com mais jogo de cintura e esteja preparado para revisar sua rotina, mudar suas metas e alterar aquilo que precisa ser alterado.

Essas mudanças são muito naturais para quem lida com projetos de naturezas diversas. Também requer atenção para que não seja despendida mais energia do que a necessária para esse processo.

Revisar a rotina também serve para adequar pontos que não estão sendo produtivos na maneira como você organiza projetos de arquitetura. 

Se algo não está dando certo no seu escritório de arquitetura, é preciso buscar a melhor forma e ajustar esse quesito.

Pronto para organizar seus projetos de arquitetura?

Com as dicas acima, você consegue elevar o nível de produtividade em projetos de arquitetura, garantindo melhor qualidade de ideias e resultados satisfatórios.

Inclusive, sendo mais organizado você pode se dedicar aos detalhes e sugestões de fornecedores que vão executar os projetos com o devido cuidado. 

Na Marelli, estamos altamente comprometidos com a satisfação dos nossos clientes.

Com mais de 35 anos no mercado e mais de 30 lojas espalhadas no Brasil e na América do Sul, já comprovamos nossa capacidade em estabelecer relações de confiança a longo prazo com escritórios de arquitetura, designers de interiores e empresários.

Com o diferencial de oferecermos uma solução completa em mobiliário corporativo: assentos, móveis e divisórias piso teto, podemos ser o parceiro que você está procurando para seus projetos de arquitetura corporativa.

Solicite seu Orçamento