O plantscaping, também conhecido como paisagismo interior, é uma técnica de decoração que vai muito além de incluir plantas nos projetos de arquitetura ou design de interiores. Na verdade, trata-se de uma estratégia para escolher as espécies de plantas e os tipos de jardim de acordo com o objetivo do cliente. 

Como resultado, é possível levar ao ambiente corporativo alguns elementos emocionais típicos dos espaços naturais, como a sensação de calma e plenitude. Isso favorece o humor e a disposição dos funcionários mesmo nos momentos mais estressantes.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, não deixe de acompanhar nosso artigo até o final!

Como funciona o plantscaping?

plantscaping

O processo de plantscaping não tem muitos segredos, mas requer bastante cuidado para que seja um sucesso. Por essa razão, ele é dividido nas três fases a seguir.

Design

Tudo começa com o projeto corporativo de plantscaping, que se concentra tanto na arquitetura quanto no design de interiores. Ele analisa como determinadas plantas se adequam aos objetivos do cliente e ao espaço físico. Assim, são analisados os ângulos dos cômodos, os horizontes, a harmonia das cores e os pontos focais de instalação.

Afinal, não é uma tarefa simples escolher a planta certa para transmitir a mensagem que uma empresa deseja passar a seus clientes. Além disso, é preciso pensar na combinação ideal de texturas e necessidades de cuidado para cada espécie vegetal.

Às vezes, uma planta se encaixa perfeitamente do ponto de vista decorativo, mas o local onde seria instalada não tem luz ou umidade suficiente. Tudo isso deve ser pensado ainda na fase do projeto.

Seleção

plantscaping

A seleção é a etapa que define o sucesso da estratégia de decoração de ambientes, podendo levar o projeto mais interessante ao fracasso. Por isso, é fundamental escolher um fornecedor confiável e que ofereça um bom suporte, estando sempre disponível para tirar as dúvidas dos clientes sobre as necessidades de cuidado (como irrigação, adubos ou controle de pragas).

Além disso, ele deve ser sincero a respeito das características das espécies que está vendendo, como composição do solo, crescimento máximo e necessidade de exposição ao sol. Caso contrário, você pode ter uma decoração inicialmente maravilhosa que, com o passar do tempo, se tornará amarelada e sem vida. 

Também é preciso pensar em outro ponto importantíssimo: os vasos, elementos artísticos que ajudam a compor o ambiente. Você não está cogitando usar aqueles modelos de plástico no seu projeto, certo? O designer de ambientes deve estar presente na hora de escolher esses objetos, para avaliar se eles combinam com a composição dos outros móveis e a filosofia do projeto.

Instalação

Por fim, vem a etapa de preparação do ambiente para receber as plantas e da instalação propriamente dita. Dependendo do projeto, essa parte pode demorar um pouco mais, pois serão necessárias obras para construir canteiros e fontes. Apesar da dificuldade inicial, tais estratégias dão resultados bastante interessantes e inovadores, que surpreendem executivos, gestores, funcionários e clientes.

Mas a instalação pode ser mais modesta quando são utilizados somente os vasos de plantas. Todo o posicionamento e cuidado com o ambiente será executado pela fornecedora do serviço de design ou paisagismo, por exemplo.

As espécies devem ser colocadas em locais propícios para um desenvolvimento saudável. Além disso, é necessário avaliar se elas não vão danificar alguma estrutura ao redor com a umidade da terra e a irrigação. 

Não basta olhar a estética do recipiente: a planta precisa ser instalada onde possa crescer de maneira saudável e sustentável. Por fim, ainda há o treinamento da equipe local, que inclui todos os cuidados necessários às plantas. Isso é fundamental para que permaneçam sempre lindas, compondo um ambiente agradável e verde.

Quais são as vantagens do plantscaping para os projetos corporativos?

plantscaping

A seguir, você vai ver como adotar o plantscaping nas empresas pode ser uma estratégia interessante.

Estética

O cenário bem planejado, que alie as plantas a uma arquitetura moderna, tem sido considerado uma das estratégias mais bonitas do design de interiores atual. Trata-se de uma tendência no mundo inteiro, afinal a natureza é maravilhosa e a temática da sustentabilidade tem ganhado destaque a cada dia.

Ao adotar o plantscaping, a empresa transmite a todos os seus clientes uma imagem de modernidade. Além disso, caso você tenha a sustentabilidade e o bem-estar dos funcionários como valores, a estratégia contribuirá para a comunicação dessas mensagens. 

Isolamento térmico

plantscaping

As plantas têm alguns processos fisiológicos, como a respiração e a transpiração, que ajudam a controlar a temperatura dos ambientes. Muitas pessoas falam que a Amazônia é o pulmão do mundo, mas você sabia que a região tem pouco efeito na produção do oxigênio?

Na verdade, a Amazônia deveria ser considerada o “ar-condicionado” do mundo, pois esses processos ajudam no controle da temperatura global. No plantscaping, é possível obter tais benefícios em pequena escala.

Isolamento acústico

Caso você escolha criar paredões de plantas trepadeiras ou um canteiro com árvores e arbustos menores, elas funcionarão como uma barreira física bem potente para o isolamento térmico. 

Aproveitamento do espaço

plantscaping

Há determinados espaços mortos dentro de um escritório, como as quinas das salas, os parapeitos e os corredores (quando são muito largos). Com o plantscaping, você pode aproveitá-los para compor um ambiente mais agradável.

Qualidade de vida dos funcionários

O verde é um fator que reduz o estresse em qualquer ambiente — tanto que sempre pensamos em ir para alguma cidade do interior ou parques naturais quando estamos cansados. Portanto, os espaços de descanso cheios de verde contribuirão para o alívio do nervosismo de seus funcionários após um longo dia de trabalho.

Como incluir o plantscaping nos projetos?

plantscaping

Agora que você já se convenceu da importância do plantscaping, que tal descobrir como incluí-lo nos projetos? Confira!

Áreas de lazer

Uma boa opção é criar áreas de lazer e descanso com muito verde, para que seus funcionários consigam relaxar de fato. Se você instalar fontes e pequenos lagos, o som da água pode ajudar ainda mais.

Salas de reunião

plantscaping

Imagine receber seus acionistas, parceiros ou clientes em um ambiente diferenciado e inovador? Isso certamente é proporcionado se você contrata uma empresa de decoração corporativa experiente quando o assunto é integração com as plantas. 

O plantscaping é uma tendência que só tende a conquistar mais adeptos no mundo da decoração e arquitetura corporativa. Afinal, hoje em dia os temas relacionados ao bem-estar e à sustentabilidade estão em constante crescimento e, provavelmente, continuarão em voga. 

Quer continuar acessando as melhores dicas de decoração e inovação para ambientes corporativos? Então, não deixe de seguir nossas páginas nas redes sociais (Facebook, InstagramLinkedIn)!