2020 foi um ano diferente, que transformou nossa vida de muitas maneiras e nos mostrou que devemos estar sempre preparados para mudar, porque nem tudo está ao nosso controle. Entre tantos aprendizados, um muito importante foi em relação ao uso da tecnologia, e como ela se tornou inevitável, especialmente quando falamos de trabalho. E no caso da arquitetura corporativa, essa certamente é uma das maiores tendências para 2021: conciliar o espaço com novas tecnologias, inovando cada dia mais para criar ambientes que façam sentido para as pessoas.

Entretanto, essa não é a única tendência dos projetos corporativos para 2021. Começando pela adaptação dos espaços e a preparação para a chegada de novos modelos de trabalho, tanto remotos quanto híbridos, passando pela necessidade de refletirmos novamente sobre a adaptação de ambientes e da criação de espaços compartilhados e, finalmente, no bem-estar e segurança das pessoas, são muitas as mudanças que devem ocorrer nos projetos de arquitetura empresarial em 2021.

5 tendências da arquitetura corporativa para 2021

Então, para entendermos melhor do que se tratam essas tendências, e como aplicá-las no dia a dia do trabalho de um arquitetura, levando inovação e capacidade de adaptabilidade para dentro de seus projetos, veremos a seguir 5 tendências na arquitetura corporativa para este ano. Mas, antes, precisamos falar um pouco sobre a maior mudança em relação ao trabalho que vivenciamos durante esta pandemia: a chegada do trabalho home office.

1. A chegada do trabalho híbrido

Em 2020, a maioria das pessoas passou muito mais tempo em casa do que planejado. Com a chegada de uma pandemia, foi necessário ressignificar nossa relação com trabalho e habitação. Nossa casa, de uma hora para outra, se transformou em local de trabalho, de esporte e de lazer.

Assim, esse aumento de tempo em casa também fez com que muitas pessoas entendessem que a moradia não atendia mais a todas suas necessidades. Por outro lado, muitas empresas se viram despreparadas para lidarem com o momento, precisando correr atrás de ferramentas e novos fluxos de trabalho para atender à nova realidade.

Mas o trabalho remoto não é tão novo no Brasil. Segundo pesquisa do IBGE, em 2018 cerca de 3,8 milhões de brasileiros já trabalhavam nesse formato. Além disso, outra pesquisa realizada pela Buffer, ainda em 2019, mostrou que 98% dos profissionais gostariam de trabalhar remotamente ao menos uma vez durante sua vida.  

Então, ao que tudo indica, o home office já era algo esperado, e muitas vezes desejado. Porém, a maior mudança será em relação ao trabalho híbrido. Isso porque, apesar de muita gente estar de home office, outras tantas pessoas ainda se encontram em escritórios. Dessa forma, é preciso pensar cada vez mais no bem-estar do funcionário que precisa trabalhar presencialmente.

Enfim, o trabalho híbrido será uma tendência e uma realidade para 2021. Certamente, é necessário buscar alternativas para seguir com o trabalho remoto em alguns casos, mas também para aguardar essa volta para o escritório, e tornar esse ambiente realmente “híbrido” e atento a essas mudanças.

Imagem: Freepik

Imagem: Freepik

 

2. Ambientes abertos, amplos e integrados

Mesmo com a expectativa do trabalho remoto ou híbrido, os escritórios não deixarão de ser uma realidade em nossa vida. Até porque muitas empresas precisam de um ambiente colaborativo e de trocas entre profissionais para atingir sua melhor performance. Nesse sentido, essa nova dinâmica de trabalho pede por layouts de escritório que favoreçam o fluxo de informações e a convivência. Salas fechadas, paredes e separação estão dando espaço a ambientes abertos e espaços amplos, que incentivam a colaboração e comunicação entre as pessoas. Assim, a arquitetura corporativa deve prever essas tendências nos projetos e colocar a decoração para trabalhar a favor da produtividade.

Porém, é claro que salas isoladas e privadas ainda são necessárias. Assim, para não quebrar a sensação de amplitude, uma alternativa adotada por muitos profissionais está sendo a parede de vidro na decoração. Assim, elas não apenas auxiliam nessa comunicação visual, mas também preservam a percepção de espaço aberto e integração.

Imagem: Freepik

 

3. Sustentabilidade na arquitetura corporativa

Contribuir para a sustentabilidade e preservação do planeta é uma obrigação de todos. E na arquitetura empresarial não poderia ser diferente. Isso porque as empresas exercem um impacto grande no meio ambiente, e também sobre o estilo de vida das pessoas. Assim, adotar medidas sustentáveis tanto na decoração do escritório quanto no ambiente corporativo em si é um ótimo exemplo para a sociedade e para as pessoas que habitam esses espaços.

Uma das tendências para 2021, nesse sentido, é a adoção de plantas e jardins no escritório. Além de tornarem o ambiente mais natural e trazer conforto para o espaço, as plantas também ajudam a amenizar o calor e até economizar energia ao utilizar menos ar-condicionado e ventiladores.

Além disso, atualmente o mercado está repleto de opções de materiais ecológicos disponíveis para montar um projeto corporativo, como revestimentos sustentáveis, madeiras de reflorestamento, tintas ecológicas, entre outros.

 

Imagem: Pexels

Imagem: Pexels

 

4. Cuidado na escolha de materiais e superfícies

Outra tendência é em relação aos materiais utilizados na arquitetura empresarial, bem como nas superfícies desses espaços. Assim, designers cada vez mais recorrem a tecidos, materiais e acabamentos antibacterianos, como o cobre.

Além disso, outras soluções nesse sentido estão migrando de espaços de saúde, por exemplo, também para dentro dos escritórios. Nesse sentido, existe a redução do número de superfícies planas, onde vírus e bactérias podem se alojar, e também a instalação de sistemas de ventilação para remover o ar potencialmente contaminado – a exemplo do que acontece nos aviões, atualmente.

5. Segurança e bem-estar das equipes

Por mais que a pandemia vá, eventualmente, ser algo do passado, e o distanciamento social não seja mais uma necessidade, é preciso pensar no futuro. Assim, a priorização de espaços mais arejados e que evita aglomerações é uma das tendências para 2021. Outra necessidade é pensar elementos que privilegiam a segurança e o bem-estar das pessoas. Por isso, é importante pensar em um ambiente cada vez mais híbrido, fortalecendo infraestruturas de TI, investindo em equipamentos para videoconferências e garantindo que, mesmo fisicamente longe, os times possam se manter integrados. Além disso, pequenas salas de reunião, para 2 ou 3 pessoas, espalhadas pelo escritório, para que os times possam se encontrar brevemente e com segurança, pode ser uma alternativa interessante.

Arquitetura corporativa para 2021: espaço voltado para as pessoas

Por fim, já deu para perceber que a arquitetura empresarial para este ano será cada vez mais voltada para as pessoas e sua adaptação a uma nova realidade. É claro, essas não serão as únicas tendências para 2021, mas acreditamos que são muito importantes para a realidade que nos espera neste ano. Por isso, uma arquitetura corporativa pensada nas necessidades dos funcionários certamente fará muito a diferença no momento de voltarmos para os escritórios e nos adaptarmos novamente a uma vida que há tanto tempo vem sendo diferente, e que talvez ainda nos traga muitas mudanças.

A Marelli está há mais de 35 anos no ramo de móveis, e sempre acompanhou todas as tendências e transformações do mercado e da sociedade. Exemplo disso são nossas estações de trabalho, que pensam no ambiente e nas necessidades do momento atual. Sempre oferecendo os melhores produtos e uma qualidade que é só nossa para projetos corporativos. Veja aqui onde nos encontrar, ou acesse nossa loja virtual!

O que achou das dicas? Foram úteis para você? Deixe o seu feedback nos comentários e compartilhe o artigo com os seus amigos!