Você conhece o termo “arquitetura corporativa”? É uma tendência que vem crescendo bastante no Brasil e ganhando muito espaço nos ambientes de trabalho, trazendo ideias e conceitos que deixam o local mais produtivo, diferenciado e confortável. Porém, é importante que esse tipo de novidade seja acessível para qualquer tipo de colaborador, inclusive, para aqueles que são portadores de deficiência.

Quando se pensa em um ambiente corporativo, muitas pessoas ligam a um escritório, porém, a arquitetura corporativa não precisa ficar limitada somente a esse tipo de espaço, visto que o conceito pode ser amplamente aplicado em shoppings, condomínios, hotéis, escolas e, até mesmo, em hospitais, aeroportos, restaurantes etc.

Se você ainda não conhece muito sobre a arquitetura corporativa, continue por aqui e veja um pouco mais sobre esse novo conceito, o que ele traz para o seu ambiente e como ele pode ser adaptado para atender também às pessoas portadoras de deficiência física. Vamos lá?

Afinal, o que é a arquitetura corporativa?

arquitetura corporativa

A arquitetura corporativa é uma tendência que vem crescendo bastante e visa a criação de projetos eficientes e confortáveis para o ambiente de trabalho, sempre trazendo layouts mais modernos que vão facilitar bastante o cotidiano de uma empresa, sem perder o uso da tecnologia e também se preocupando com a manutenção e os custos envolvidos na obra.

A arquitetura corporativa consegue transformar qualquer espaço em uma área de trabalho agradável, atendendo a demanda de cada cliente, trazendo conforto para os colaboradores e aumentando a produtividade da corporação, independentemente se ela for de pequeno, médio ou grande porte.

Para que atingir a eficiência por meio do conceito da arquitetura corporativa é muito importante estar atento à ergonomia, comunicação e a estética, entre todos os setores da empresa, pois isso vai transmitir a ideia e os valores da marca para os funcionários que estão ali trabalhando.

A arquitetura corporativa tem trabalhado com ambientes abertos, com áreas amplas e projetos mais flexíveis e versáteis, a fim de trazer mesmo essa ideia de aproximação entre as pessoas, que estimula o relacionamento entre os funcionários, a troca constante de insights e a busca pelas melhores soluções para a empresa.

Quais são os benefícios dessa tendência?

arquitetura corporativa

A aplicação de uma arquitetura corporativa em seu ambiente de trabalho traz diversos benefícios, entre eles uma melhor ergonomia, visto que é pensado em todos os detalhes para a construção do espaço, como os tipos de mesa, altura, tamanho e conforto das cadeiras, iluminação, entre outros aspectos.

Outro benefício desse novo conceito é que ele facilita bastante a rotina de trabalho, pois o ambiente fica mais organizado, sendo possível planejar melhor a produtividade da equipe, criando setores exclusivos para atender a cada necessidade. Isso reduz o custo com obras e reformas que seriam necessárias para fazer adaptações.

Com a arquitetura corporativa, o ambiente de trabalho fica mais confortável, visto que o intuito é deixar os funcionários mais à vontade, sem muitos incômodos que podem interferir no serviço.

Por fim, você acaba trazendo características únicas ao seu ambiente, traduzindo por meio daquele espaço quais são os valores e a essência da empresa. Esse conceito possibilita criar algo que transmita como é a sua marca e como ela se comporta no mercado, ou seja, ele imprimirá bem a sua identidade.

Como proporcionar mais acessibilidade em uma arquitetura corporativa?

Como foi dito, a arquitetura corporativa visa trazer mais conforto para todos os funcionários da empresa, de modo a aumentar a produtividade. E é claro, que esse conceito é pensado também para trazer acessibilidade a todos.

Para deixar a área de trabalho mais acessível para as pessoas portadoras de deficiência, a arquitetura corporativa usa de diversos aspectos. Conheça os principais deles!

Mobiliário

arquitetura corporativa

Nesse aspecto, é pensado sempre em deixar o ambiente mais seguro e confortável para as pessoas portadoras de deficiências ou necessidades especiais, pois isso trará mais autoconfiança para eles dentro daquele local. Então, o projeto é feito com menos móveis, e mais espaço para circulação, trazendo um mobiliário adaptado nas dimensões para atender a essas pessoas.

Dessa forma, você dificulta o surgimento de obstáculos que atrapalham o acesso para colaboradores com PcD.

Corredores e portas

Os corredores e as portas também devem ser pensados de forma a facilitar a locomoção dessas pessoas dentro do ambiente de trabalho. Sendo assim, projetar esses objetos de maneira que fiquem mais largos é essencial. O ideal é que eles tenham 90 cm.

É importante pensar nesse espaço maior para atender as pessoas que precisam de cadeiras de rodas para se locomover. A maçaneta também deve ser em forma de alavanca para proporcionar fácil manuseio para as pessoas que tenham os movimentos reduzidos.

Rampas e corrimão

arquitetura corporativa

As rampas são extremamente necessárias para facilitar o acesso de pessoas portadoras de deficiência para ambientes que tenham diferentes níveis, visto que elas têm dificuldades para subir degraus. Portanto, todo o ambiente deve ser pensado em cima desse quesito.

Em todas as rampas é necessário a instalação de um corrimão, que vai trazer mais segurança para as pessoas que vão transitar naquele espaço.

Placas sinalizadoras

arquitetura corporativa

É muito importante também colocar placas sinalizadoras, tanto nos corredores e rampas quanto no escritório, refeitório e nos espaços destinados especialmente às pessoas portadoras de deficiência, pois fica comprovado que aquele ambiente foi pensado para trazer acessibilidade, o qual vai indicar a todos eles a melhor forma de se locomover e interagir na área de trabalho.

Banheiros adaptados

arquitetura corporativa

O banheiro é um dos aspectos mais cotados para adaptações, e na arquitetura corporativa ele não fica de fora. É necessário aplicar barras de segurança, que são encontradas com bastante facilidade em lojas do segmento e são bem fáceis de serem instaladas. Esse tipo de recurso evita a ocorrência de acidentes até para pessoas idosas.

O chuveiro deve ter uma torneira em uma altura que a pessoa em uma cadeira de rodas consiga alcançá-la. A pia também deve ter uma altura mais acessível para essas necessidades, bem como o vaso sanitário, que tem de ser instalado em um piso de elevação para facilitar o uso.

arquitetura corporativa

Por fim, é importante ressaltar que para aplicar a arquitetura corporativa é necessário contratar um profissional especializado, que vai montar um projeto adequado para a sua empresa, pensando em todos os aspectos de um ambiente de trabalho, inclusive, trazendo acessibilidade para pessoas portadoras de deficiências e necessidades especiais.

O que achou do nosso conteúdo? Gostou de aprender um pouco mais sobre essa tendência da arquitetura corporativa? Gostaria de conhecer os nossos serviços? Então entre em contato com a nossa empresa que vamos ajudar naquilo que você precisa!