Em tempos de pandemia, e com a necessidade de adaptação para o home office, muitas pessoas passaram a ter uma percepção maior sobre a importância do ambiente de trabalho. Afinal, um ambiente tranquilo, bem organizado e com um clima agradável influencia diretamente não apenas no humor das pessoas que vivem ali, mas também na produtividade de uma equipe.

Toda empresa sabe que funcionários engajados e motivados fazem toda a diferença nos resultados no fim do mês, e por isso gestores de todas as áreas se atentaram para a necessidade de aplicar boas práticas para estimular seu time, mantendo um nível alto de eficiência dentro do escritório.

Mas, como atingir esse objetivo quando falamos de local de trabalho, e o que é necessário para tornar um ambiente estimulante dessa maneira? Neste artigo, falaremos mais sobre todos esses fatores e como seu projeto de arquitetura pode auxiliar na busca por um espaço mais harmonioso e, claro, mais produtivo.

Produtividade x ambiente de trabalho: entenda a relação

Quando falamos em ambientes corporativos, é comum limitarmos nossa percepção apenas ao espaço físico. Entretanto, o ambiente empresarial é criado por muitos fatores, que envolvem cultura organizacional, diversidade da equipe e aspectos sociais da empresa. E o local de trabalho de uma empresa é uma mistura de tudo isso. Por isso é tão importante, além de pensar o lugar físico, criando ambientes completos, confortáveis e com materiais de qualidade, é preciso pensar em ações para manter a saúde mental dos funcionários e trabalhar a cultura da empresa, de acordo com os valores de cada organização.

Então, de nada adianta mobiliário confortável, se o ambiente, por exemplo, é muito caótico. Também de nada adianta realizar um happy hour na empresa toda sexta-feira, se durante o restante da semana os funcionários estão pressionados e estressados. Isso porque um ambiente harmonioso é um conjunto de diferentes coisas, que no fim farão toda a diferença na produtividade de uma equipe. Afinal, passamos a maior parte do nosso tempo dentro do ambiente de trabalho, e ele deve ser um bom espaço para conviver e trabalhar.

Oferecer uma boa iluminação

Você sabia que ergonomia e qualidade de vida são conceitos exigidos pela legislação trabalhista em um ambiente de trabalho? Exemplo disso é a Norma Regulamentadora número 17 (NR-17), que exige das empresas responsabilidades relacionadas à ergonomia. E entre elas, a iluminação é um fator de destaque.

Isso porque os níveis de iluminação no ambiente corporativo interferem diretamente na saúde e na produtividade das pessoas.

Uma boa iluminação permite que o colaborador tenha condições mais favoráveis para realizar seu trabalho, além de evitar problemas como fadiga visual e, claro, proporcionar mais bem-estar. Por isso, além de um fator estético, a iluminação de qualquer ambiente é considerada uma questão de saúde e de segurança, e essencial para manter um local de trabalho agradável e harmonioso. Para atingir esse objetivo, existem algumas dicas que podem ser seguidas:

  • uso de lâmpadas com cores frias, no tom branco azulado; lâmpadas de cores quentes, como branco amareladas, devem ser utilizadas em espaços de relaxamento;
  • luminárias suspensas são boas opções, pois além de iluminarem bem o ambiente, o tornam menos cansativo;
  • aproveitar a luz natural de janelas e vidros é sempre boa ideia; então, pensar a distribuição da equipe de acordo com esses fatores auxilia em um ambiente mais agradável;
  • por fim, a escolha de cores claras para o teto e para as paredes é essencial, pois também auxilia na iluminação do ambiente.

 Praticar a ergonomia 

 A ergonomia é um conceito muito discutido ao se falar em ambiente de trabalho. Entretanto, ela vai além da escolha de cadeiras confortáveis e mesas com a altura correta. Isso tem relação com a ergonomia física, que é fundamental para manter um espaço confortável e produtivo. Porém, existem outros tipos de ergonomia dentro de uma empresa, como a organizacional e a cognitiva. A seguir, vejamos um pouco sobre cada uma delas:

Ergonomia física

Diz respeito às atividades físicas executadas e as características da anatomia do ser humano, como fisiologia, antropometria e biomecânica. Em geral, um ambiente ergonômico cuida da postura no trabalho, da presença de movimentos repetitivos, da projeção e da distribuição dos postos de trabalho, e de qualquer fator físico que possa influenciar na segurança e saúde do trabalhador. Para isso, a escolha de cadeiras confortáveis e mobiliário de acordo com as especificações necessárias é fundamental; além disso, é importante pensar e criar os ambientes completos com apenas um fornecedor, para garantir esse padrão de qualidade.

Ergonomia organizacional

Inclui as pessoas da equipe como parte de um sistema, estruturando processos e políticas organizacionais de forma coerente. Para isso, trabalha-se a comunicação interna, o trabalho cooperativo e em equipe, a organização em rede da empresa, a gestão de qualidade e de tempo e, claro, a cultura organizacional. Em geral, essas melhorias são apontadas pelo gestor da empresa, mas também podem ser conquistadas a partir de um espaço bem distribuído, com boas condições de comunicação e interação entre equipes e setores.

Ergonomia cognitiva

Por fim, essa prática trata dos processos mentais dos funcionários ao realizarem as atividades do dia a dia. Nesse sentido, busca entender melhor o raciocínio das equipes, e conceitos como percepção e memória de cada pessoa da empresa. Na ergonomia cognitiva, a empresa estuda a carga mental exigida para cada atividade, os processos de tomada de decisão, o nível de confiança entre a equipe, entre outros fatores essenciais para um clima agradável. Em geral, a intervenção ocorre através de treinamentos e desenvolvimento de funcionários, oferecendo conhecimento para realizar atividades com mais praticidade e menos uso de carga mental.

Divulgar a cultura da empresa

Essa dica pode parecer simples, mas muitas empresas não possuem uma cultura organizacional definida. E, muitas das que possuem, não fazem a divulgação desses valores para seus funcionários. Por isso, para criar um ambiente de trabalho melhor, envolver todas as pessoas nos valores e na cultura da organização pode fazer toda a diferença. Afinal, as pessoas se conectam a partir de histórias e causas, e é função da empresa mostrar o quanto a sua causa é importante e como ela pode contribuir para o mundo de alguma forma.

No espaço organizacional, pode ser simples fazer essa comunicação visual, espalhando a missão, visão e valores da empresa em paredes ou quadros pelo escritório, por exemplo. Além disso, adesivos com a marca da empresa e frases de motivação espalhados pelo ambiente podem fazer toda a diferença. Muitas vezes, uma simples frase de encorajamento pode mudar o dia de alguém, e tornar esse colaborador muito mais alegre e produtivo.

Criar um espaço de lazer para os funcionários

Muitas empresas já sabem que uma pausa durante o trabalho pode aumentar a criatividade e a produtividade de suas equipes. Por isso, empresas que oferecem áreas de lazer e descanso para seus funcionários estão um passo à frente. Isso pode ser realizado de diferentes formas: em um local externo, caso haja possibilidade, ou mesmo dentro da empresa.

Esses espaços são criados para permitir que os colaboradores se desconectem um pouco do trabalho e, ao contrário do que possa parecer, isso tem muito impacto no resultado das atividades. De acordo com pesquisas, 70% das pessoas hoje sofrem com estresse relacionado ao trabalho, influenciando sua motivação e produção. Por isso, investir em soluções que tornem as pessoas mais felizes e motivadas é importante para um ambiente de trabalho harmonioso.

Para isso, existem muitas opções. É possível instalar uma televisão com vídeo game e pufes em uma sala de jogos, por exemplo; espalhar máquinas de café e sofás pelo escritório; investir em cadeiras confortáveis para reunir colaboradores em um momento descontraído, entre outras soluções.

Melhorar o ambiente através da decoração

Por fim, outro fator que influencia muito na qualidade de vida das pessoas e torna o ambiente mais acolhedor e agradável é a decoração. Um ambiente bonito, estiloso e moderno pode trazer uma impressão muito boa não apenas para os colaboradores, mas também para qualquer pessoa que visite a empresa.

Além disso, um ambiente agradável e com design disruptivo também desperta a criatividade das pessoas, torna o dia a dia mais leve e alegre e também cria uma sensação de identidade muito forte. Exemplo disso é o Nubank, um dos bancos digitais mais queridos pelos brasileiros, que tem no roxo sua identidade mais forte, e espalha esse conceito por toda a empresa, inclusive nos crachás dos colaboradores, no mobiliário, na iluminação, entre outros exemplos.

Afinal, fazer parte de um ambiente moderno e com uma rotina de trabalho menos engessada tem o poder de gerar uma grande satisfação pessoal, e faz com que os funcionários se sintam mais estimulados, dedicando-se mais às suas atividades e oferecendo resultados cada vez melhores para as empresas.

Então, essas são apenas algumas dicas para construir um ambiente de trabalho mais harmonioso e produtivo, mas esse é um trabalho em tempo integral, que envolve o espaço físico da empresa, mas também a motivação, o engajamento e a integração das equipes.

Para isso, a criação de ambientes completos e bem distribuídos, que ofereçam boas condições de trabalho e de convivência, são fundamentais.

A Marelli é especialista em pensar ambientes de trabalho, oferecendo mobiliário e soluções completas com alto padrão de qualidade. Veja alguns de nossos cases e se inspire para criar um ambiente focado em bem-estar e produtividade.

Conosco você também encontra uma enorme variedade de mobiliário corporativo para ajudar a tornar o seu projeto um sucesso! Visite nossa loja virtual e conheça todas as soluções.